LOJA DE ANIMAIS - PET SHOPS

Introdução

FICHA TÉCNICA
Setor da Economia: Secundário
Ramo de Atividade: Comércio e Serviços
Tipo de Negócio: Comércio de animais e produtos veterinários, prestação de serviços e banho e tosa.

APRESENTAÇÃO. O carinho que muitos donos têm pelos seus animais, considerando-os muitas vezes um membro da família, justifica a proliferação de negócios relacionados a eles.
Hoje, as lojas para animais se especializaram na oferta de produtos indispensáveis ao sofisticado cotidiano dessas adoráveis criaturas domésticas . Com nome importado, as pet shops de hoje são mais sofisticadas, oferecem produtos importados e serviços diferenciados.

MERCADO. A concorrência entre as lojas não é muito acirrada, uma vez que é rara a sua concentração em uma mesma região. O conhecimento demonstrado pelo proprietário da loja sobre seus produtos e animais pode ser a diferença na conquista e formação da sua clientela, além de qualidade, variedade, preço, bom atendimento e a atenção dispensada aos animais.
Este mercado desponta como uma promissora oportunidade de negócio para o pequeno empreendedor, visto que, o número de animais de estimação vem crescendo muito no Brasil, seguindo a tendência verificada nos Estados Unidos e na Europa.

LOCALIZAÇÃO. É bom levar em consideração as facilidades de acesso e a disponibilidade de vagas para estacionar próximo ao ponto comercial. Se houver possibilidade, ofereça estacionamento no local ou convênio com estacionamentos nas redondezas.
Uma característica importante do setor é o fato de as pet shops serem “empresas de vizinhança”. Essas lojas têm um raio de alcance pequeno e atingem, em sua maioria, as pessoas que moram nas proximidades.

ESTRUTURA. Manter uma estrutura de COMERCIALIZAÇÃO conforme o que determina a lei, significa: mantê-la separada das dependências residenciais ou outras estranhas à finalidade específica do estabelecimento, bem como disponibilizar dependências adequadas à correta conservação e manutenção de limpeza, desinfecção e refrigeração dos produtos.
Uma sugestão para o arranjo físico de um estabelecimento comercial de um negócio desta natureza é: Dispor de um balcão de atendimento, espaço e prateleira adequados para expor diversos produtos, uma área reservada para banho e tosa, escritório, sala de veterinária e estoque. Por questão de segurança, é aconselhável colocar produtos farmacêuticos (vitaminas, vacinas, etc.) em prateleiras atrás do balcão, sob supervisão de um veterinário para orientação sobre o uso de tais produtos.
Caso o empreendedor venha, também, a comercializar animais, precisará construir boxes para os cães e gatos, gaiolas para os pássaros e infra-estrutura adequada para a higiene, alimentação e cuidados com a saúde do animal. Normalmente, os animais ficam expostos logo na entrada, funcionando assim como grandes atrativos para as crianças, que influenciam a compra dos animais.

EQUIPAMENTOS. Os equipamentos básicos para instalação de uma loja de animais são:
- Balcão de atendimento, vitrine, prateleiras;
- Banquetas/cadeiras, tanque com chuveiro móvel;
- Secadores, escovas, pentes, tesouras, máquina de tosa, alicates de unhas, mesa de alumínio para tosa, gaiola com três divisões, jogos de lâminas, etc..
- Móveis e equipamerntos de escritório.

INVESTIMENTOS. Será fundamental fazer uma avaliação precisa do Capital disponível, para que se possa dimensionar o negócio corretamente, sendo que o valor do investimento pode girar em torno de R$ 30 Mil.

PESSOAL. Deverão ser pessoas que tenham conhecimentos sobre animais, de como manejá-los e detectar doenças. Além desses aspectos técnicos, é muito importante que esses funcionários também tenham como característica o carinho no trato dos animais.
É conveniente ter como sócio um veterinário, já que a legislação exige a presença desse profissional no caso de comercialização de produtos veterinários. Somente esse profissional tem condições de cuidar da saúde dos animais e de aplicar vacinas, por exemplo. Com isso, o estabelecimento terá um diferencial para competir com as redes atacadistas.

DESPESAS. As despesas gerais de administração irão variar de acordo com a estrutura adotada pelo empreendedor. Por exemplo, o valor do aluguel do imóvel (casa, loja, sala, galpão, terreno). As despesas básicas são praticamente padronizadas tais como energia elétrica, água, telefone, honorários do contador, retirada do proprietário. Já outras são específicas de uma loja de animais, como aquisição de produtos como xampú e condicionador para a lavagem dos animais, etc...

FORNECEDORES. Os fornecedores dos produtos comercializados pela loja são os distribuidores, que costumam visitar os clientes para oferecer a mercadoria. O material utilizado para banho e tosa (xampú e condicionador) pode ser encontrado facilmente em lojas especializadas.
No caso dos animais, são fornecidos pelos próprios criadores, que trabalham em consignação ou sob encomenda. É possível contatá-los através das associações de criadores nos estados. Uma vez vendido um animal na loja, é importante ter produtos que lhe darão manutenção e assistência contínua.

PRODUTOS. As lojas de animais comercializam, além de animais propriamente ditos, artigos para sua manutenção como rações, medicamentos, produtos de higiene, acessórios e prestam serviços como banho e tosa.
Há uma tendência em sofisticar esse comércio, oferecendo produtos exclusivos e diferenciados, visando atingir consumidores de maior poder aquisitivo, aliado à prestação de serviços. Atualmente, poucos empreendedores concentram-se apenas na venda de produtos. Alguns produtos (como ração e alguns acessórios) são comercializados por supermercados, que conseguem oferecer preços bastante atraentes aos consumidores.
A aquisição das mercadorias deve ser bem planejada e irá variar de acordo com as características do estabelecimento, especialmente hábitos de consumo da clientela.
Os produtos básicos comercializados são: alpiste, aveia, fubá, farelo, semente de girassol, quirela, rações diversa (para pássaros, periquitos, peixes, cães e gatos), comedouros, gaiolas, capas, bebedouros, correntes para cães, coleiras, peitoral, escovas plásticas, equipamentos para aquários, medicamentos, produtos de higiene e limpeza, etc.

FUNCIONAMENTO. Uma loja de animais consiste basicamente na venda de produtos e serviços como banho e tosa. Nesses casos, os donos levam os animais à loja e vão buscá-los mais tarde, na maioria das vezes. Enquanto aguardam, os animais ficam em gaiolas adequadas. Pode ser interessante oferecer serviços de transporte de animais (buscá-lo e levá-lo de volta após o serviço, por exemplo).

ALTERNATIVAS. Adotar o sistema delivery (buscar e entregar animais em domicílio) é uma estratégia que pode ser adotada pela empresa para facilitar a vida de seus clientes e aumentar a demanda por banho e tosa. Por outro lado, essa iniciativa pode diminuir o número de clientes que visitam as lojas e, como conseqüência, o volume de vendas de roupas, brinquedos e outros acessórios. Outra sugestão é adotar a Internet, viabilizando a aquisição de produtos e serviços de forma virtual.

LEMBRETES. Além dos dados aqui apresentados, torna-se necessário, algumas outras dicas:
- Visitar estabelecimentos congêneres, conversar com pessoas que já estejam no ramo há algum tempo, ler publicações específicas, consultar entidades de classe ou sindicatos, com certeza trará informações importantes, que em muito o ajudarão;
- O comércio de animais vivos traz alguns riscos, principalmente relacionados a sua mortalidade. É imprescindível que o local esteja sempre rigorosamente limpo, a fim de evitar doenças;
- É importante gostar muito de lidar com animais e conhecer muito bem as características de cada espécie e raça. Além disso, é necessário saber a melhor forma de tratá-los, bem como os produtos mais adequados a cada caso;
- Animais como cães e gatos são vendidos em consignação ou por encomenda e não ficam na loja por mais que um dia devido aos custos de manutenção e a responsabilidade sobre eles.
Legislação Específica

Torna-se necessário tomar algumas providências, para a abertura do empreendimento, tais como:
- Registro na Junta Comercial;
- Registro na Secretária da Receita Federal;
- Registro na Secretária da Fazenda;
- Registro na Prefeitura do Município;
- Registro no INSS;(Somente quando não tem o CNPJ – Pessoa autônoma – Receita Federal)
- Registro no Sindicato Patronal;
- Registro no IBAMA para comercialização de animais aquáticos vivos (peixes ornamentais);
- Registro no ministério da agricultura para comercialização de rações, vacinas e outros produtos veterinários.

O novo empresário deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar seu empreendimento para obter informações quanto às instalações físicas da empresa (com relação a localização),e também o Alvará de Funcionamento.
Além disso, deve consultar o PROCON para adequar seus produtos às especificações do Código de Defesa do Consumidor (LEI Nº 8.078 DE 11.09.1990).
É importante estar atento à legislação que regulamenta o comércio de animais. É proibida a venda de animais da fauna brasileira, sob pena de prisão, além dos animais domésticos, é permitido o comércio de pássaros e pequenos roedores de origem estrangeira, como canários belgas, periquitos australianos, hamsters, etc..
O conhecimento de algumas lesgislações é de extrema importância, tais como:
- Declaração Universal dos Direitos dos Animais: Declara sobre os direitos dos animais.
- Decreto Federal nº 24 645/34. Referente a tutela dada pelo estado aos animais.
Para maiores esclarecimentos sobre a legislação consultar o site
Geocites.
Registro Especial

É obrigatória a supervisão de um profissional da área, ( Conselho Regional de Medicina Veterinária – Veterinário), visto que a legislação exige a presença desse profissional, ( RESPONSABILIDADE PROFISSIONAL - Estabelecimentos que armazenem, distribuem, comercializem, importem ou apenas exportem produtos veterinários, estão obrigados a ter um médico veterinário como responsável);
Produtos veterinários somente poderão ser comercializados depois de devidamente registrados no Departamento de Defesa Animal da Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, do Abastecimento e da Reforma Agrária.
Os documentos necessários para abertura de qualquer empresa são: três cópias autenticadas do CIC e do RG dos sócios, duas cópias autenticadas do IPTU da sede da empresa, comprovante de residência de cada um dos sócios (conta de telefone ou de luz do mês anterior) e as cinco últimas declarações do Imposto de Renda. O primeiro passo é apresentá-los em um Cartório de Registro Civil de Pessoa Jurídica. Depois, o empreendedor deve ir à Receita Federal e, por fim, comparecer à prefeitura.
PET SHOP. No caso do pet shop , o registro do estabelecimento deverá ser requerido pela firma proprietária ou por seu representante legalmente constituído, mediante pedido instruído com as seguintes informações:
- Cópia autenticada do contrato social do estabelecimento, com a comprovação de sua constituição legal e alterações posteriores;
- Localização do estabelecimento (endereço completo) e inscrição no cadastro geral de contribuintes CGC;
- Representação legal e comprovação da mesma;
- Atividades a que se destina o estabelecimento;
- Tipo(s) de produto(s) que pretende fabricar ou importar;
- Nome, qualificação e registro do responsável técnico;
- Disposições legais e específicas em que se baseia o requerimento de registro.

Fornecedores
Equipamentos e acessários
Dog Lar Comercila Ltda
Avenida 9 de Julho, 1900 - Jundiai - (SP)
13208-160
Tel. (19) 3886 1976

Metalvet - Metalvet Móveis Ltda
Av. Engenheiro Caetano Álvares, 1560 - Casa Verde - São Paulo - (SP)
02546-000
Tel. (11) 3858 6829

Endereços na Internet: Site Informativo
http://www.geocities.com/gilsinho/

Site do IBAMA
http://www.ibama.gov.br/

Site da Aliança Internacional do Animal
http://www.aila.org.br/

Revista de Cães e Cia
http://www.petbrasil.com.br

Site de animais
http://www.auauau.com.br

Conselho Federal de Medicina Veterinária
http://www.cfmv.org.Br/

BIBLIOGRAFIA
- Pesquisas Tips - Sebrae - Pequenas Empresas, Grandes Negócios - IPT - Tudo (Folha de S.Paulo) - Negócios (O Estado de S. Paulo) - Empreendedor - Exame SP - Exame - Tudo - Estado de Minas - Marketeer - Google - Wikipédia - Ministério do Trabalho e Desenvolvimento
Esse arquivo foi gentilmente enviado por usuários do Emprega Brasil. Caso tenha arquivos que contribuam com a empregabilidade ou rentabilidade, nos envie através do e-mail: arquivos@empregabrasil.org.br




Emprega Brasil | © 2013 Todos direitos reservados. Brasil