FABRICAÇÃO DE DETERGENTES

Introdução

FICHA TÉCNICA
Setor da Economia: Secundário
Ramo de Atividade: Indústria
Tipo do Negócio: Fabricação de Detergentes

APRESENTAÇÃO. Detergente é qualquer substância que atua para diminuir a tensão superficial da água, especificamente um agente tensoativo que se concentra em uma superfície de separação, como, por exemplo, água e óleo.
Uma das substâncias mais usadas e mais importantes para os diversos setores de aplicação, os detergentes são misturas complexas, de vários componentes, cada qual escolhido para efetuar uma ação própria durante a limpeza.
Com exceção dos sabões e sulforricinatos, todos os outros produtos obtidos quer de gordura naturais, quer de parafinas e olefinas são vulgarmente chamados de Detergentes Sintéticos.

MERCADO. Por se tratar de produto de limpeza o consumo de detergente é grande, atingindo dona de casa de classe média à baixa, estendendo o consumo a restaurantes, hospitais, hotéis, empresas especializadas em limpeza etc...

ESTRUTURA. O empreendimento deverá ser instalado de preferência em galpão industrial de no mínimo 80m², com infra-estrutura básica de água, luz, telefone e que atenda ao volume produtivo. O “layout” da empresa deve ser planejado de forma prática e racional. A fábrica deve apresentar quatro ambientes básicos: área para estocagem de matéria-prima, embalagens e produtos acabados; área para processamento dos produtos; área para administração e área para vestuário e banheiro.

EQUIPAMENTOS. Os equipamentos básicos são:
- Tanque, tambor ou vasilhame de plástico com torneira - 200 litros;
- Mexedor de madeira tipo REMO ;
- Baldes plásticos (10 ou 20 litros);
- Canecas de plásticos (+/- 300 ml);
- Funis para envasamento;
- Papel indicador universal (pH) faixa de operação 0 –14;
- Balança de plataforma capacidade máxima 150,0 Kg;
- Balança de balcão capacidade máxima 25,0 Kg;
- Peneira de malha fina (malha 50).

INVESTIMENTO E PESSOAL. Irá variar de acordo com a estrutura do empreendimento.

MATÉRIAS-PRIMAS. Ácido sulfônico, Soda cáustica a 50% (1 Kg de soda + 1 litro de água), Amida, Formol, Tripolifosfato de sódio, Água.

RISCOS. Os principais riscos deste tipo de negócio estão relacionados:
- Ao fornecimento de matéria-prima, que é adquirida através de cotas e com altos custos, devido à pequena quantidade adquirida;
- À qualidade das matérias-primas;
- Ao respeito às normas do Ministério da Saúde quanto à formulação.

CARACTERÍSTICAS DAS MATÉRIAS PRIMAS.
- Ácido Sulfônico: tensoativo aniônico, que tem a capacidade de baixar a tensão superficial da água, fazendo com que o mesmo tenha a capacidade de retirar sujeira.
- Amida: alcanolamidas de ácidos graxos de coco e babaçu, sendo ótimo espessante, estabilizador de espuma e protetor contra desengordurante excessivo da pele.
- Tripolifosfato de sódio: função de espessar, e age como sequestrante.
- Formol: age como conservante, para que não haja contaminação microbiológica de microorganismos que causariam odor e aspectos desagradáveis ao produto.

PRINCIPAIS GRUPOS DE DETERGENTES.
Aniônicos - As moléculas destes produtos são formadas por um parte hidrofóbica e um agrupamento hidrofílico que tem afinidade com a água, ao qual se deve a função de tornar solúveis em água as moléculas do detergente. Na numerosa série de detergentes aniônicos encontramos com particular interesse os seguintes: alquil-Sulfatos; sulfatos de Alquil-ésteres; sulfatos de Alquilamidas; aquil-Sulfonatos; sulfonatos de alquil-ésteres; sulfonatos de Aquilamidas e sulfonatos de Alquilario;
Catiônicos - Também chamados de sabões invertidos. Têm grande importância como germicidas e são especialmente conhecidos como sais quaternário de amônio.
Estes detergentes têm sido utilizados para fixar substâncias a fibras têxteis. Apresentam largo emprego na fixação de corantes diretos e das substâncias opacificantes, além de empregarem também no amaciamento de tecidos;
Não Iônicos - Tem um efeito fortemente sinergístico, se forem misturados com detergentes aniônicos. Devido a esta propriedade são largamente empregados na preparação de muitos tipos de detergentes comerciais.
A princípio houve certa relutância no emprego, e isto principalmente por não produzirem quase nenhuma espuma.
O uso dos não iônicos tem segura utilidade na lavagem, onde passa haver muitos exsudados ( por ex. Meias); este tipo de suor tem natureza ácida e ‚ provável que o uso de sabões de alta alcalinidade possa causar a formação de sais insolúveis, que são depois difíceis de eliminar com a lavagem;
Anfolíticos - Possuem um elevado poder espumogênio e emulsionante até na água dura.

NOVIDADE. Recentemente, foram introduzidos no mercado detergentes anfoteros de acentuada propriedade espumogênicas e com perfeita estabilidade em ambientes ácidos ou alcalinos, ou em água dura. Não são tóxicos, não irritam, tem propriedade germicidas, fungicidas e desodorizante, sendo compatíveis com detergentes aniônicos, catiônicos e não-iônicos. Devido a estas propriedades, empregam-se nas formulações de xampu, de detergentes cosméticos e de sabões para bebês, com pH neutro.
Através dessas referências sumárias pode-se compreender como os produtos tensoativos sintéticos são numerosos, e como pode ser enorme o seu campo de aplicação, não apenas como agentes detersivos, mas também com emulsionantes, dispersores e estabilizadores.

PROPRIEDADES DOS TENSOATIVOS SINTÉTICOS. O seu poder molhante aumenta em geral em ambientes levemente ácidos e diminui em ambientes alcalinos, são todos produtos espumantes, sendo os aniônicos os quer possuem mais esta propriedade. Em baixas concentrações encontram-se em estado de dispersão micelar, produtos aniônicos fazem baixar mais do que os outros a tensão superficial do líquido. São capazes de eliminar as tensões nas interfases água-líquido não miscíveis, propriedade esta que aumenta com a temperatura.

DETERGENTES PARA USO DOMÉSTICO. Por detergentes abrasivos para uso doméstico, entendem-se todos os produtos líquidos em pó e em pasta (para os que se apresentam na forma de aerosol, largamente empregados nas operações domésticas de limpeza, polimento, detersão, desincrustação e desinfecção, de aparelhos de higiene, vasilhame, vidros, espelhos, cristais, azulejos, água, superfícies esmaltadas, metais em geral, matérias plásticas, etc.
Estas ações são freqüentemente combinadas entre si, por forma a obter-se um efeito sinergístico simultâneo.
Constituição. Estes produtos são constituídos de um modo geral de uma base detergente, à qual se acrescentam diversos produtos com ação abrasiva, branqueadora, desinfetante ou desoxidante.

FÓRMULAS.
- Detergente Abrasivo Líquido ( ÁCIDO)
Ácido Fosfórico.............. 20%
Difosfato de sódio........... 04%
Tensoativo não iônico........ 01%
Farinha fóssil............... 65%
Água......................... 10%
OU (sugestão de outra fórmula):
Bentonite.................... 05
Água......................... 25
Detergente Líquido........... 35(12% de substância ativa)
Metassilicato de sódio penta-hidratado.....03
Abrasivo...................................32

- Detergente Abrasivo em Pó
Abrasivo................................... 85
Carbonato de sódio......................... 07
Ácido oleil-benzenossulfurico (100%)....... 05
Água....................................... 03
Trifosfato sódico.......................... 20%
Tetrapirofosfato de sódio crist............ 25%
Cloreto de amônio quaternário.............. 03%
Bórax...................................... 15%
Bentonite.................................. 37%

- Detergentes Abrasivos Anti-Sépticos (indicado para banheiros públicos, hospitais, clínicas)
Raspas de sabão........................ 20,0
Soda em cristais....................... 24,0
Silicato de sódio a 38 Bé.............. 50,0
Carbonato de potássio.................. 9,0
Água................................... 80,0
Pedra-pomes em pó...................... 90,0
Bentonite.............................. 20,0
Aldeído Fórmico........................ 1,6

DICAS.
Detergentes Desincrustrantes. Se na composição dos detergentes desincrustantes forem introduzidas determinadas quantidades de substâncias capazes de produzir cloro, elas adquirem um conjunto de apreciáveis características: alto teor oxidante, alta solubilidade, estabilidade no estado seco e pulvurulento;
Produtos com Cloro. Para os produtos de cloro os melhores resultados são obtidos com o emprego de cianúricos clorados e seus compostos. Estes produtos servem para limpar vidros, cristais, vasilhames, banheiras, lavatórios, etc. Encontram-se no comércio de fantasia, quer em pós quer em líquidos;
ACL 85...................................... 0,56
Santomerse 85............................... 3,40
Tripolifosfato de sódio..................... 5,00
Silicato de sódio anidro.................... 1,00
Sílica em pó................................ 90,04
ACL 85...................................... 0,56
Santomerse 85............................... 3,40
Tripolifosfato sódico....................... 5,00
Silica em pó................................ 91,54

- Detergente para uso Doméstico
Igepal AR – 660................................. 14%
Sulfato de sódio................................ 38%
Tripolifosfato de sódio......................... 37%
Silicato de sódio Anidro........................ 10%
CMC............................................. 1%
Perfume......................................... q.b.
Igepal AR – 660................................. 10,0%
Sulfato Sódico.................................. 15,0%
Tripolifosfato de sódio......................... 40,0%
Silicato de sódio anidro........................ 10,0%
Carbonato de sódio.............................. 23,9%
CMC............................................. 1,1%
Farinha de diatomáceas.......................... 3,0%

- Detergentes para Sanitários
Água.................................... 68,3
ácido clorídrico a 32% (20øB‚).......... 24,7
Ammonyx LO.............................. 4,0
BTC 2125 – M............................ 3,0
Igepal CO – 630......................... 3,0
Água.................................... 4000
Látex................................... 50
ácido clorídrico (20B‚)................ 6000
Hymaine 3500 a 50%...................... 1,5
Triton Nø101............................ 12,5
Triton X – 114.......................... 12,5
Látex E - 153 a 50%..................... 19,0
Água.................................... 228,0
ácido Clorídrico 20Bé.................. 1150,0

COMO FAZER.
1º) Colocar 50 litros de água;
2º) Adicionar e dissolver o ácido sulfônico com agitação;
3º) Adiconar a soda a 50% até pH 5,0;
4º) Peneirar a tripolifosfato com agitação constante;
5º) Adicionar formol na solução;
6º) Caso o pH não esteja =7, adicionar mais soda ou mais ácido;
7º) Adicionar amida e medir o pH;
8º) Colocar os 38 litros de água que faltam e agitar;
9º) Envasar, rotular e acondicionar.

CUIDADOS.
- O ácido sulfônico é produto altamente ácido, irritante da pele e dos olhos. Toda cautela será pouco;
- Não respirar vapores de produto, pois são tóxicos, ao contato com a pele, lavar com água em abundância, ao contato com os olhos e se ingerido, procurar médico imediatamente;
- A soda cáustica é produto altamente alcalino. Em contato com a pele, causa graves queimaduras; ao manuseá-la, muito cuidado com os olhos. Caso entre em contato com a pele, lave-a com água em abundância;
- Formol: evitar contato com a pele e os olhos, não respirar os vapores do produto, pois são altamente tóxicos;
- Tripolifosfato de sódio: produto alcalino e irritante. Se houver contato com a pele, lavar com água em abundância.
Legislação Específica

Torna-se necessário tomar algumas providências, para a abertura do empreendimento, tais como:
- Registro na Junta Comercial;
- Registro na Secretária da Receita Federal;
- Registro na Secretária da Fazenda;
- Registro na Prefeitura do Município;
- Registro no INSS;(Somente quando não tem o CNPJ – Pessoa autônoma – Receita Federal)
- Registro no Sindicato Patronal;

O novo empresário deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar seu empreendimento para obter informações quanto às instalações físicas da empresa (com relação a localização),e também o Alvará de Funcionamento.
Além disso, deve consultar o PROCON para adequar seus produtos às especificações do Código de Defesa do Consumidor (LEI Nº 8.078 DE 11.09.1990).
Algumas leis que regem o setor:
- LEI 6360/76 – Dispõe sobre a vigilância a que ficam sujeitos os detergentes.
- DECRETO 793/93 – altera os decretos 74.710/74 e 79.094/77, que regulamentavam as respectivas leis, e da outras providências.
- LEI 9782/99 - Cria a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, orgão fiscalizador.
A nível estadual, a fiscalização cabe a Secretaria Estadual de Saúde, conforme o Código Estadual de Saúde – LEI 2.590/71, regulamentada pelo decreto nº 1277-N/79, onde dispõe sobre a atividade e discrimina algumas providências, tais como:
- Aprovação da autoridade sanitária;
- Responsável técnico habilitado;
- Registro no Ministério da Saúde.

SEMUS - Sec. Municipal de Saúde – Vigilância Sanitária
Av. Mal. Mascarenhas de Moraes, 1185 - Forte São João – Vitória – (ES)
29010-331
Tel. (27) 3331 2800 / 2865 / 2828

ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária
SEPN 515, Bloco B - Edifício Ômega - Brasília - (DF)
70770-502
Tel. (61) 448 1326 / 1327 / 1303 / 1321

ABIPLA – Assoc. Brasil. Ind. Prod. de limp. e Afins
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 - Conj. 101 - São Paulo - (SP)
01452-001
Tel: (11) 3816 3405 / 3816 2762

Fornecedores de Matérias Primas
Carbocloro S/A Indústrias Quimicas
Av. Presidente Jucelino Kubitschek, 1830 - 4ºandar - Torre III – Itaim Bibi - São Paulo – (SP)
04543-900
Tel. (11) 3049 4200

Hoeschst do Brasil Química e Farmacêutica
Av. das Nações Unidas, 18001 - Santo Amaro - São Paulo – (SP)
04795-900
Tel. (11) 5525 7233

Rhodia S/A
Av. Maria Coelho Aguiar, 215 - Bl.B - Jd. São Luís - São Paulo – (SP)
05804-902
Tel. (11) 0800 140121

Bibliografia

TIPS BRASIL - Consulta: Nº SB 4157/SP ;
Série oportunidades de investimentos - SEBRAE/PI
Unidade para fabricação de detergente líquido ;
Série oportunidades de negócios - SEBRAE/NA
Como montar fábrica de detergente e amaciante;
Série oportunidades de negócios -
Como montar fábrica de água sanitária e detergente;
Folha de São Paulo de 23/02/1999 - Sonda limita venda de sabão em pó; indústrias param a produção. Preços de produtos de limpeza sobem até 20% desde a máxi. FERNANDES, Fátima.

Endereços na Internet:

Agência de Vigilância Sanitária
http://www.anvisa.gov.br/

Assoc. Bras. Indust. prod. De Limp. e Afins
http://www.abipla.org.br
BIBLIOGRAFIA
- Pesquisas Tips - Sebrae - Pequenas Empresas, Grandes Negócios - IPT - Tudo (Folha de S.Paulo) - Negócios (O Estado de S. Paulo) - Empreendedor - Exame SP - Exame - Tudo - Estado de Minas - Marketeer - Google - Wikipédia - Ministério do Trabalho e Desenvolvimento
Esse arquivo foi gentilmente enviado por usuários do Emprega Brasil. Caso tenha arquivos que contribuam com a empregabilidade ou rentabilidade, nos envie através do e-mail: arquivos@empregabrasil.org.br




Emprega Brasil | © 2013 Todos direitos reservados. Brasil