CONFECÇÃO DE BICHOS DE PELÚCIA

Introdução

FICHA TÉCNICA
Setor da Economia: Indústria
Tipo de Negócio: Fabricação de animais de pelúcia
Pessoal : 1 ajudante.
Área : 30 m²

Quem nunca ganhou, quis ganhar ou já deu algum bicho de pelúcia? A resposta serve como estímulo ao empreendedor. Mas nesta atividade, diversificação é a palavra-chave para faturar. Para isso, é fundamental contar com a criatividade e alguns conhecimentos de técnicas de desenho. A idéia principal é criar modelos que escapem do lugar -comum.

TEMPORADA. Aproveitar datas especiais para calcular a produção e comercializá-los são pontos vitais. Programar uma agenda de lançamentos conforme as diversas festas e datas comemorativas do ano é uma sugestão a ser considerada. Por exemplo, no Dia dos Namorados, aposte nos ursinhos. Mas se o seu público-alvo é o adolescente, invista na novidade dos bonecos malcriados: os "meanies" . Coleção de criaturas que usa a repelência como atrativo – algo na linha "os nojentos também amam".

QUEM COMPRA. Os bichos devem ser destinados a lojas de produtos infantis de pequeno porte e bazares.

PRODUZINDO. As fases de produção dos bichos envolvem desde a criação até o acabamento, passando por corte costura e enchimento das peças. A confecção de bichos de pelúcia é muito semelhante à confecção de roupas, utilizando as mesmas máquinas de costura e de corte. Nessa hora, a experiência na área de confecção caracteriza um diferencial no gerenciamento eficiente do negócio. Fabricados com tecido próprio (pelúcia), os bichinhos tomam forma a partir de costuras definidas conforme o desenho do produto. Recheá-los é um trabalho para as máquinas "enchedeiras" devidamente adaptadas e ajustadas conforme o perfil do boneco. A matéria-prima utilizada para se encher os bonecos, podem ser sobras de materiais não tóxicos.
Os bichos de pelúcia são confeccionados de forma bem manual. Os moldes para a confecção deste podem ser escolhidos inspirados em desenhos de papéis de presentes, cartões, fotografias, filmes,...etc..

Etapas da Confecção de Urso:
1. Copie os moldes na cartolina e corte. Coloque-os sobre a pelúcia e corte as peças que compõem a parte da frente do bicho;
2. Faça o mesmo para obter as peças da parte de trás;
3. Comece pelas orelhas. Costure sempre pelo lado avesso. Costure as duas partes de cada orelha, direito sobre direito. Deixe o lado reto sem costurar. Desvire para o lado certo;
4. Coloque a lateral do rosto sobre a orelha, direito sobre direito, e costure. Repita o mesmo processo para o outro lado;
5. Pelo avesso, costure a mancha entre as duas peças;
6. Costure o focinho abaixo da mancha entre as duas laterais do rosto. Mesmo depois de costurado em toda a volta, o focinho ficará com uma abertura. Costure essa abertura, unindo as duas pontas;
7. Emende as duas peças que compõem a parte de trás da cabeça, direito sobre direito, costurando pelo lado reto;
8. Una a parte da frente com a de trás da cabeça, direito sobre direito, costurando em toda a volta. Deixe aberta, sem costurar, apenas a parte reta;
9. Desvire pela abertura e encha com plumante;
10. Una as duas partes de cada braço, costure, direito sobre direito, em toda a volta, deixando uma abertura na parte reta;
11. Desvire pela abertura e encha com plumante. Costure a parte aberta com pontos feitos à mão;
12. Costure as duas extremidades (lado menor) da pata;
13. Centralize o solado do pé na parte reta da peça, direito sobre direito;
14. Costure em toda a volta;
15. Costure os braços nas aberturas indicadas na parte da frente do urso;
16. Prenda as patas nas aberturas inferiores da parte da frente do urso e encha as patas com plumante;
17. Una a parte de trás com a da frente do urso pelo avesso, deixando apenas uma abertura na parte de cima, por onde será colocado o plumante e onde será presa a cabeça;
18. Desvire, coloque o plumante e costure a cabeça no corpo com pontos invisíveis feitos à mão;
19. Nos olhos, enfie a agulha com linha preta grossa e dê um ponto apertado, passando internamente até a parte de baixo do focinho. Volte e arremate com um nó, aprofundando o local dos olhos;
20. Borde o focinho com a mesma linha, formando um triângulo;
21. Se guindo a linha da costura do focinho, vá bordando com o fio preto e faça o desenho da boca com sorriso;
22. Borde as garras com fio duplo, fazendo essas marcas por três vezes em cada pata;
23. Cole os olhos com cola quente ou use olhos com trava, se o urso for para crianças com menos de 3 anos;
24. Faça um laço e cole-o com cola quente, em cima da costura da cabeça com o corpo e está pronto um urso de pelúcia.

MATERIAL. Para confeccionar um ursinho,você vai precisar de:
1/2 metro de pelúcia de pêlo curto ou médio; 600g de plumante para enchimento; Olhinhos próprios para bichinhos tamanho médio; Linha para bordar cor preta; 1 meada de linha de crochê preta; 2 folhas de cartolina para o molde;
1/2 metro de fita de cetim para o laço; Cola quente; acessórios de costura (inclusive a máquina de costura).

NOVIDADES. Fauna de pelúcia: espécies em risco de extinção multiplicam-se em versões de pelúcia e são sucesso de venda. O tamanduá, a tartaruga marinha e a arara-azul chegam enfim como alternativa aos ursinhos. Acabam de desembarcar do Oriente 40 mil exemplares de animais brasileiros ameaçados de extinção. Não se trata de uma megaapreensão do Ibama, mas de uma invasão comercial. São micos-leões-dourados, tartarugas marinhas, onças-pintadas, tamanduás-bandeiras e ararinhas-azuis transformados em bichinhos de pelúcia que irão concorrer com os tradicionais ursinhos. Em tempos de globalização, os ilustres representantes da nossa fauna mudaram o hábitat natural para chegar ao mercado com preços mais competitivos. "Optamos por fabricá-los no Oriente onde existe mão-de-obra mais barata e amplo know-how", explica o publicitário Eric Menezes, que criou os bichinhos para a ECO-92 e há três anos os comercializa em escala industrial.
Ainda no próximo ano, outros cinco devem entrar na linha de produção no próximo ano. Entre eles, o bicho-preguiça, o peixe-boi, o lobo-guará e a arara-vermelha. Os novos membros da fauna de pelúcia devem seguir o mesmo rumo dos pioneiros. Antes de estar disponível em grandes lojas nacionais, a bicharada silvestre foi sucesso de venda na mais tradicional loja de brinquedos de Nova York, a FAO Schwarz. "Agora estamos retomando o projeto e vamos criar um espaço próprio dentro de cada loja para comercializá-los".

PREÇOS. Uma arara-azul de pelúcia custa R$ 19. Na natureza, hoje, não existem mais que 130 exemplares do animal nativo da Bahia, segundo o Ibama. O bichinho mais caro é o muriqui, considerado o maior macaco das Américas. Custa R$ 39 e mede cerca de 25 cm. In natura, ele não chega a ser um King Kong, mas atinge cerca de 70 cm e pesa 15 quilos, metade de um chimpanzé. O tamanduá-bandeira é o bicho mais acessível ao bolso. Em sua versão menor, custa R$ 7,90. Os animais de pelúcia já estão na mira dos ecologistas.

PRODUTO ALTERNATIVO. Uma linha de produtos alternativa é a dos "vilões de pelúcia". Nos EUA, uma linha de bichinhos nojentos é lançada e faz sucesso nas compras de Natal. Já pensou em dar um gato morto para seu filho? Ou que tal um elefante com problemas gástricos? Os presentes podem parecer de mau gosto, mas são exatamente os mais procurados por pais americanos para este Natal. Os bichos, é claro, são de brinquedo e vêm estofados com pequenas bolinhas de plásticos que lhes conferem o nome genérico de "beane babys". A família dos "beane", porém, sempre foi considerada bem-comportada, até que neste ano a empresa Topkat LLC resolveu lançar ao mundo uma seleção de bonecos malcriados: os "meanies" (ou: ruinzinhos, mauzinhos). A coleção de 13 criaturas procura usar a repelência como atrativo – algo na linha "os nojentos também amam". E a tática deu certo: programados para estrear no mercado a partir de 1º de outubro passado, os meanies tiveram sua avant-première retardada porque a fábrica não conseguiu atender a todos os pedidos dos lojistas.
Tradicionalmente feita de bichos fofinhos, a coleção beane babys mudou sua imagem com a entrada dos modelos cafajestes. Pegue-se, por exemplo, Boris, o Mucousaurus. Ele é um Tiranosaurus rex, com um enorme e crônico problema de secreção de membrana mucosa: o popular nariz escorrendo. Quem, além de um adolescente, iria querer levar um bicho desses para casa? "Nós fizemos uma enorme pesquisa e descobrimos que esse é exatamente o tipo de boneco que um teenager gostaria de ter", diz Allen LeWinter, presidente da Topkat LLC e inventor da coleção. "Nos testes feitos junto aos consumidores potenciais, tivemos sucesso absoluto", completa. E os pedidos adiantados dos bonecos confirmam sua tese. E é só o começo. O preço no varejo, recomendado pelo fabricante, é de US$ 5,95 para todos os modelos. Mas antes mesmo de atingir as prateleiras os meanies estão sendo cotados no mercado negro a US$ 100. Na lista existem até algumas criaturas que já são estrelas. Bart, the Elephart – um elefante com sérios problemas de flatulência – é um dos mais procurados. Outro dos campeões poderia ser um ótimo presente para membros do PSDB: Hurley the Pukin Toucan. Trata-se de um tucano vomitador. Além dessa turma radical, na semana passada, a gigante Mantel – que fabrica a famosa boneca Barbie – mostrou a um grupo seleto de representantes lojistas e feministas um modelo novo. Trata-se de uma Barbie com medidas mais próximas da realidade do corpo da mulher, sem aquele quadril de tanajura ou seios voluptuosos como os da modelo tradicional. A nova Barbie mostrará claros sinais de gordurinhas nos quadris e os seios vão diminuir visivelmente. Nessa linha, já se fala em celulites num futuro próximo. Essa cirurgia plástica procurará atender a uma velha reivindicação feminista e de psicólogos para que as bonecas tenham medidas realistas. A Mantel decidiu então criar aquela que já está sendo chamada por alguns de "Barbie Bucho".

Anexos

FORNECEDORES

1. Tecido de pelúcia:
PELICAN TÊXTIL S/A
R. Anhaia, 1233 - Bom Retiro
01330-000 SÆo Paulo SP
Tel: (011) 222 0188
Fax: (011) 221 0497

2. Olho para urso de pelúcia:
INDÚSTRIA DE ARTEFATOS PLÁSTICOS RODRIGUES LTDA
R. Antônio José Garcia, 33 - Vila Guilherme
02055-090 São Paulo SP
Tel/Fax: (011) 292 3870

3. Acessórios:
A GAIVOTA
Tel: (011) 228 4755
São Paulo - SP

4. Fibras de poliéster para enchimento de bichos de pelúcia. - Vendas para todo o Brasil:
São Jorge Com.e Representação Ltda.
End: Av. Manoela Lacerda de Vergueiro, 17 - Jundiai - SP
CEP: 13208-020
Tel: (011) 434-9847 | Fax: (011) 434-9847
E-mail: m.murari@nutecnet.com.br

5. Máquinas de costura e acessórios para corte e costura:
CONSIMAQ: LOJA ESPECIALIZADA EM VENDAS POR CONSIGNAÇÃO E COMÉRCIO DE MÁQUINAS DE COSTURA INDUSTRIAIS NOVAS E USADAS.
Rua São Paulo N 2071
89030-000 Blumenau - SC - Brasil.
Fone/Fax: (047)340-2268

MÁQUINAS SÃO CAETANO
Rua São Caetano - 520 - Luz
São Paulo - SP
Fone/fax: (011) 227-8501 / 227-2075 / 227-8697

PAULISTA IND. E COM. DE MÁQUINAS DE COSTURA LTDA.
Rua São Caetano, 612 – Luz
01104-000 São Paulo SP
Tel: (011) 230 7688
Fax: (011) 228 5396

SINGER DO BRASIL IND E COM
R: Cons.Crispiniano, 73
São Paulo SP 01037-000
Fone: (011)-2588563

HOWA SA IND MECÂNICAS
R: Senador Feijó, 69,2? andar
São Paulo SP 01006- 000
Fone: (011)-31074052
Fax: (011)-31052830

ENTIDADES PARA CONTATO.
SENAI/CENTRO DE TECNOLOGIA DE INDÚSTRIA QUÍMICA E TÊXTIL (CETIQT)
R. Dr. Manoel Cotrim, 195 – Riachuelo - 20961-040 Rio de Janeiro – RJ
Tel: (021) 582 1000 R. 259 (Contato: Luís Cláudio) Fax: (021) 241 0495

CURSOS
SUELI FERNANDES
Av. Marechal Tito, 765, São Miguel Paulista
CEP: 08010-090, São Paulo - S.P.
Fone: (011) 6956-1630

Bibliografia

Endereços na Internet:

http://www.pravoce.com.br/pelucias/formulario_pelucia.htm

http://www.butterflybrinquedos.com.br

BIBLIOGRAFIA
- Pesquisas Tips - Sebrae - Pequenas Empresas, Grandes Negócios - IPT - Tudo (Folha de S.Paulo) - Negócios (O Estado de S. Paulo) - Empreendedor - Exame SP - Exame - Tudo - Estado de Minas - Marketeer - Google - Wikipédia - Ministério do Trabalho e Desenvolvimento
Esse arquivo foi gentilmente enviado por usuários do Emprega Brasil. Caso tenha arquivos que contribuam com a empregabilidade ou rentabilidade, nos envie através do e-mail: arquivos@empregabrasil.org.br




Emprega Brasil | © 2013 Todos direitos reservados. Brasil