BRINQUEDOTECA

Introdução

FICHA TÉCNICA
Setor da economia: Terciário
Ramo de atividade: Prestação de serviços
Tipo de negócio: Brinquedoteca
Investimento: de R$25 mil a R$ 400 mil
Área: de 150 m2 a 300 m2

Brinquedoteca é um espaço dotado de brinquedos construídos a partir das mais diversas inspirações e que proporcionam à criança um desenvolvimento harmonioso da sensibilidade, da afetividade e da capacidade de encantamento necessário para a formação de pessoas mais sensíveis e criativas. Em termos de estrutura, pode-se dizer que uma brinquedoteca é uma “biblioteca” de brinquedos e brincadeiras onde as crianças escolhem as atividades que querem desenvolver. Aliás a palavra é essa mesmo: desenvolvimento. Afinal, brincadeira para as crianças, além de coisa séria, é ingrediente fundamental do crescimento físico e intelectual. A brinquedoteca colabora ainda para que se cumpra, de forma plena e absoluta, o “direito de brincar”. Sim, aquele mesmo que as crianças de antigamente – e até hoje as do interior – exerciam ao escalar árvores, jogar bolas, brincar de casa e do que mais a imaginação pudesse criar. Nesses tempos de apartamentos pequenos, corredores apertados e violência solta, as brinquedotecas transformaram num oásis em que os pais podem ver seus filhos brincando em segurança.

CENÁRIO. Vencidos pelas tribulações da vida moderna, os pais brasileiros já começam a vencer o preconceito contra os "estacionamentos de crianças", como eram chamados até há pouco tempo esse tipo de estabelecimento. Os espaços adaptados para cuidar dos pequeninos durante períodos determinados, enquanto os pais realizam suas tarefas começam a se multiplicar no Brasil, agora sob o nome de brinquedotecas. Trata-se de uma atraente atividade na área de conveniência, mas ainda enfrenta algumas resistência. Uma delas é o desconhecimento das pessoas sobre o negócio, que acabam distorcendo a imagem do trabalho. Outro fator que compromete o crescimento imediato da atividade é a inexistência de uma legislação específica que por um lado facilita a informalidade desses empreendimentos, mas por outro dificulta a profissionalização do mercado. Para mudar esse cenário, as empresas da área têm-se organizado em associações regionais e até já contam com uma entidade nacional, a Associação Brasileira de Brinquedotecas (ABB), que oferece cursos e assessoria aos interessados em ingressar no segmento. Estima-se que as brinquedotecas instaladas no país não cheguem a 200 unidades. Segundo informações, a maioria opera institucionalmente, ligada a creches, hospitais ou shoppings.

CARACTERÍSTICAS. Uma brinquedoteca deve possibilitar a convivência natural das crianças com jogos e brincadeiras; resgatar a capacidade de brincar; estimular a capacidade de concentração; dar oportunidades para que a criança aprenda a jogar e a participar de grupos; valorizar as atividades lúdicas e recreativas; proporcionar acesso a um número maior de brinquedos, de experiências e de descobertas.

INVESTIMENTO. Para quem pensa em explorar comercialmente o modelo, será necessário recursos financeiros para adaptação do imóvel, mobília e um lote mínimo de brinquedos, e capital de giro para garantir a manutenção e a renovação dos brinquedos. Para reduzir custos, algumas empresas fazem parcerias com fornecedores, testando brinquedos que, se aprovados, são incorporados ao acervo.

SAZONALIDADE. Manter as finanças equilibradas nesse tipo de negócio exige atenção à sazonalidade. Algumas empresas registram nas férias do começo do ano um movimento baixo. Mas, no período escolar, esse movimento gira em torno 1.500 e 2.000 horas/mês, número que pode dobrar durante as férias de julho. Nessa época, a faixa etária da criançada sobe de quatro para oito anos, exigindo um trabalho diferenciado por parte do brinquedista.

PESSOAL. Para garantir uma estrutura enxuta e um bom rendimento à atividade, essas empresas contratam estagiários no período de maior movimento (a maioria dos cursos de psicologia, pedagogia ou fonoaudiologia).

COMO SOBREVIVER. Segundo empresários, para sobreviver nesse tipo de negócio é importante a preservação de uma clientela cativa, que crie vínculo com o espaço. Afinal, embora ainda sejam poucos os empreendimentos sólidos na área, a concorrência vem aumentando.

ESTRUTURA FÍSICA. Deve contar com atrativos que estimulem a criança brincar, possibilitando o acesso a uma grande variedade de brinquedos, dentro de um ambiente especialmente lúdico. Cada ambiente deve ser reservado para um tipo de atividade – jogos de tabuleiro, de encaixe, de montagem, "faz de conta", casa de bonecas, tanque de areia, música, oficina de artes, teatro, teatro de fantoches e livros, além de brincadeiras ao ar livre. Poderá haver um espaço disponível onde as crianças possam comemorar o seu aniversário de maneira diferente.

ACERVO. Dispõe-se de: jogos; instrumentos musicais; fantoches; livros infantis brinquedos de sucatas; além de roupas, bijuterias e maquilagens para atividades lúdicas de dramatização e teatro.

EQUIPE. Ponto crucial para o bom desempenho da atividade é a mão-de-obra, pois o trabalho com crianças requer profissionais capacitados. Estes profissionais podem ter formação na área de educação, psicologia, fonoaudiologia.

PÚBLICO ALVO.
ESCOLAS E CRECHES: visitas programadas (com mais ou menos quinze alunos e dois educadores) para conhecer e brincar com uma grande variedade de brinquedos e cantinhos que possibilitam vivências lúdicas sob a coordenação de brinquedistas;

COMUNIDADE. Visitas de crianças (menores de oito anos acompanhadas pelos pais ou responsáveis) à brinquedoteca para vivências, experiências lúdicas variadas sob coordenação de brinquedistas.

FACULDADES DE EDUCAÇÃO CURSOS DE MAGISTÉRIO. Visitas para conhecimento:
a) do acervo de brinquedos de sucata, tradicionais e industrializados;
b) de livros, artigos, apostilados, materiais para pesquisas;
c) de cursos, palestras, encontros e oficinas sobre a importância da brinquedoteca e do brinquedo para desenvolvimento infantil.
Podem atender portadores de deficiência, desde que tenham pessoas capacitadas para atender essa clientela.

FUNCIONAMENTO. O funcionamento dos espaços é parecido ao de parques de diversões em que a criança paga pelo período em que fica no espaço. Isso para brinquedoteca que possui, somente , opção de lazer para as crianças.

FRANQUIA. A FGV não pouparam esforços ao elaborar conceitos inéditos de franquias. Uma delas é a Brinquedoteca Infantil Toka, que seria um espaço onde crianças ficariam enquanto seus pais fazem compras nos shopping centers, trabalham ou mesmo viajam. O investimento para a franquia de 180 m2, em um shopping center, é de R$ 100 mil. Também haveria unidades nos bairros.

A IMPORTÂNCIA DA BRINCADEIRA. As atividades lúdicas são tão importantes no desenvolvimento global das crianças que a própria Constituição Brasileira e o “Estatuto da Criança e do Adolescente” preservam este direito.

CASOS DE SUCESSO
. VILA DO BRINCAR. Essa empresa possui, em sua maioria, terceiristas dos cursos de psicologia, pedagogia ou fonoaudiologia e são chamados de monitores ou brinquedistas. Eles são treinados para atender diariamente entre 20 e 30 crianças, de um a sete anos. Para distraí-las, a casa mantém um acervo de 806 brinquedos, em uso rotativo. Uma hora/atividade avulsa custa R$ 10, 00 preço que diminui conforme o pacote escolhido - há opções de 10 a 80 horas, para serem usadas em dois meses. Além disso a empresa tem parceria com cursos de inglês e de música, pois muitos pais resistiam em pagar para a criança só brincar. A empresa usa o espaço para eventos e registra, no fim do mês, um faturamento médio de R$ 12 mil, dos quais 40% com as festas.

. TOY BRASIL. Em Vitória/ES, essa empresa foi uma das pioneiras. Aberta durante toda a semana (de 9 às 23 horas), no Toy Brasil pais e suas crianças podem encontrar, equipamentos importados, carros elétricos, vila de casinhas, labirintos, tubos, piscinas de bolas, escorregas, ponte suspensa de corda, pula-pula, sala de atividades, área exclusiva para bebês, sacos de pancadas e outros. Tudo isso num ambiente refrigerado com lanchonete, sala de pais com TV a cabo, jornais e revistas, fraldários, banheiros projetados para crianças, estacionamento facilitado e ainda uma estrutura montada para a criança que quiser comemorar o aniversário nesse mundo encantado. Ao entrar nessa brinquedoteca, todas as crianças são cadastradas e recebem uma pulseira com código de barras que vincula a criança ao seu responsável, possibilitando seu monitoramento durante sua permanência no estabelecimento, além de permitir e controlar seus gastos de alimentação (que podem ser pré-estabelecidos pelo responsável). Da mesma forma, a saída da criança é controlada e vinculada à presença do responsável (não obrigatoriamente presente durante a “estada” da criança). Os preços para toda essa diversão variam conforme a idade, o horário e o dia da semana. De segunda a sexta-feira, crianças 0 a 24 meses de idade pagam R$ 3 por 3 horas ; crianças de 25 meses a 12 anos de idade, pagam R$ 8,00 pelo mesmo período. Nos finais de semana e feriados os períodos de permanência mudam (passam para 2 horas) e os preços continuam como nos outros dias.

EXEMPLO PROMISSOR. BRINCARE, Inaugurado no início deste ano na capital paulista, com um investimento de R$ 400 mil, o Brincare oferece à sua seleta clientela uma mistura do conceito original de day care com as propostas pedagógicas das brinquedotecas. Na retaguarda do empreendimento está o grupo Marvic’s, dono do Laboratório Aché, que destinará parte dos lucros à instituição Laramara, voltada a deficientes visuais. Segundo informações, a unidade servirá de modelo para uma rede. A estratégia da empresa é fazer parceria com as escolas para suprir uma necessidade: os pais estão a procura de um lugar seguro para deixar o filho depois das aulas.

Anexos

1. ENTIDADES/ EMPRESAS DO RAMO.
. Associação Brasileira de Brinquedotecas-ABB.
Caixa Postal 11.110 CEP 05422-970 - São Paulo/SP
Fone:(011) 65-7715 (011) 263-0211 R. 258/347
e-mail: abb.brinq@regra.net

. Sociedade Pestalozzi de Linhares
Av.Pres.Rodrigues Alves,275–Colina
Linhares/ES Cep.29900-140

. Toy Brasil
Rua Raulino Gonçalves, 225–Enseada do Suá – Vitória/ES
Tel.: 345.1752

2. FORNECEDORES
. Empresa: Soinpar Investimentos e Participações Ltda.
Endereço: Rua Helena, 309 - 8.º andar
CEP: 04552-050 São Paulo - SP
Tel.: (011) 822-1734
E-mail: soinpar@nox.net
Produtos: Distribuidor dos brinquedos Step 2 - Casinha de boneca; mesa, carrinhos, playgrond e outros.

. Empresa: Fionda Indústria & Comércio Ltda.
Endereço: Rua José da Silva Leme, 200
CEP: 13220-310 Várzea Paulista - SP
Tel.: (011) 7865-8001 / Fax: (011) 480-1604
E-mail: fionda@fionda.com.br
Home page: http://www.fionda.com.br
Produtos: Playgrond, brinquedos infláveis, pula pula, piscina de bolinhas e outros.

. Empresa: Macom Comercial
Rua Pedroso Alvarenga,1.245-conj.81 /Itaim Bibi
CEP: 04531-012 São Paulo/SP
Tel.: (011) 881-7062 / 881-3106 / 881-1648
Produtos: Brinquedos da marca Little Tikes: Playgrond, casa de bonecas, gangorras, cesta de basquete e outros brinquedos.

. Freso Ind., Com. e Rep.de Plástico Ltda.
Praça Jacinto Moreira Cabral, 94 - Vila Nova Conceição
CEP: 04507-080 São Paulo/SP - Tel./ Fax: (011) 889-7700
Produtos: Escorregador, cesta de basquete, balanço, casinha de boneca e outros brinquedos.

. Xalingo S.A. Indústria e Comércio
Endereço: BR 471, Km 50 - CEP: 96835-640 STªCruz do Sul/RS
Cx.Postal 183 / Tel.: (051) 719-1688 / Fax: (051) 719-1009
E-mail: xalingo@viavale.com.br
Produtos: Escorregador, mesa, balanço, casinha de boneca, carrinhos e outros brinquedos.

Bibliografia

. PEGN – “Brincadeiras a qualquer hora”
. FOLHA DE SÃO PAULO – “Novas Idéias”

Endereços na Internet:

Site de uma brinquedoteca.
http://www.sc.gov.br/webfcee/fcbrinquedoteca.htm

Site da Associação Brasileira de Brinquedotecas - ABB
http://www.regra.com.br/educacao/abb.htm

Site da AGAB - Associação Gaúcha de Brinquedotecas.
http://www.brasil.terravista.pt/AreiasBrancas/3500/index.html

BIBLIOGRAFIA
- Pesquisas Tips - Sebrae - Pequenas Empresas, Grandes Negócios - IPT - Tudo (Folha de S.Paulo) - Negócios (O Estado de S. Paulo) - Empreendedor - Exame SP - Exame - Tudo - Estado de Minas - Marketeer - Google - Wikipédia - Ministério do Trabalho e Desenvolvimento
Esse arquivo foi gentilmente enviado por usuários do Emprega Brasil. Caso tenha arquivos que contribuam com a empregabilidade ou rentabilidade, nos envie através do e-mail: arquivos@empregabrasil.org.br




Emprega Brasil | © 2013 Todos direitos reservados. Brasil