VIDRAÇARIA
Introdução

FICHA TÉCNICA
Setor da Economia: Terciário
Tipo de Negócio: Vidraçaria
Ramo de atividade: Instalação de vidros temperados, laminados e com proteção termoacústica.

HISTÓRICO. As fontes pesquisadas não trazem ao certo o período e o povo que descobriu o vidro. Sabe-se, no entanto, que egípcios, sírios, fenícios, assírios, babilônios, gregos e romanos, já realizavam trabalhos com o vidro. Devido a isto não é possível atribuir a descoberta do vidro a um único povo e a uma única época. No entanto, numa das fontes pesquisadas, o historiador romano Pliny (23-79 AD), atribui aos fenícios a descoberta acidental do vidro.
No Brasil. A história da indústria do vidro no Brasil iniciou-se com as invasões holandesas (1624/35), em Olinda e Recife (PE), onde a primeira oficina de vidro foi montada por quatro artesões que acompanharam o príncipe Maurício de Nassau. A oficina fabricava vidros para janelas, copos e frascos.
Com a saída dos holandeses a fabrica fechou. O Alvará de 1785 de D. Maria I, A Louca , determinou a extinção de todas as manufaturas em qualquer parte onde se acharem, nos (seus) domínios do Brasil .
Todo o vidro passou a ser importado de Portugal e posteriormente da Europa e das colônias inglesas.
O vidro voltou a entrar no mapa econômico do país a partir de 1810, quando em 12 de janeiro daquele ano, o português Francisco Ignácio da Siqueira Nobre recebeu carta regia autorizando a instalação de uma indústria de vidro no Brasil.
Até o século XX a produção de vidro era essencialmente artesanal, utilizando os processos de sopro e de prensagem, sendo as peças produzidas uma a uma.
Foi a partir do início do século XX que a indústria do vidro se desenvolveu com a introdução de fornos contínuos a recuperação de calor e equipados com máquinas semi ou totalmente automática para produções em massa.
Um fato marcante para o setor vidreiro brasileiro foi o surgimento, a partir do final do século passado, de importantes empresas, que ainda hoje dominam o mercado. A seguir será abordada a constituição dos principais fabricantes de vidro no país.

MERCADO. O consumidor, de modo geral, tornou-se extremamente exigente em termos de qualidade, preços e atendimento, onde somente os mais organizados e eficientes têm condições de ter sucesso. No entanto, dar crédito às avaliações de consumo também é uma atitude inteligente. Foi a partir de um desses estudos que constatou-se uma segmentação no padrão de consumo de vidros de um estado para outro, num comportamento de mercado que não corresponde necessariamente com a situação econômica da região. Por exemplo, vidros laminados são mais bem aceitos nas regiões Sudeste e Sul que nas regiões Nordeste e Centro-Oeste, portanto, existe um mercado bem segmentado entre as regiões.

INVESTIMENTO. O investimento inicial para montar uma vidraçaria varia de acordo com o tipo e o volume de serviços oferecidos, como também sua estrutura. O investimento gira em torno de R$ 40 mil.

ESTRUTURA. A vidraçaria deve ser divida em dois ambientes: na frente deve ficar o salão de vendas, onde serão expostas as amostras dos produtos e o fundo deve ser reservado para a estocagem e processamento do vidro.

EQUIPAMENTOS. Os equipamentos básicos são:
- Mesa de madeira para corte;
- Lixadeira e furadeira elétrica;
- Diamantes para corte de vidro;
- Móveis e equipamentos de escritório, etc...

MÃO DE OBRA. Irá variar de acordo com a estrutura do empreendimento, porém, operar com um volume maior de vidros e diversos tipos, exigirá mão-de-obra mais capacitada.
Contar com equipe bem preparada não basta, o próprio empreendedor deve ter conhecimentos técnicos dos materiais com os quais trabalha, isso dá maior credibilidade ao trabalho.

ATENDIMENTO. A preocupação com o manuseio dos materiais deve ser estendida ao atendimento da freguesia. e isso começa no zelo com o próprio estabelecimento. É recomendável, por exemplo, manter um show room, outra ação aconselhável é ligar para o cliente após o término do serviço, para saber se há queixas.

TIPOS DE VIDROS. Alguns tipos de vidros:
- Vidro Laminado: Atende às exigências mais específicas de segurança, controle sonoro, controle de calor e de radiação ultravioleta.
É constituído por uma ou mais lâminas de vidro, fortemente ligadas através de calor e pressão, a uma ou mais películas de Polivinil Butiral (PVB), de forma que, quando quebradas, mantém os estilhaços aderidos à película, não devassando o vão e reduzindo drásticamente as chances de acidentes.
- Vidro Especial: Possue altíssima tecnologia e foi projetado para atender necessidades técnicas específicas como controle de luminosidade e da irradiação solar, resistência ao impacto, isolamento do calor na presença de fogo, controle de ondas eletromagnéticas, retenção de calor no ambiente ou total envidraçamento de fachadas.
- Vidro de Segurança. É o vidro que foi submetido a um tratamento térmico denominado têmpera, tornando-se mais resistente a choques mecânicos e térmicos, mantendo as características de transmissão luminosa, de aparência e de composição química. É a solução ideal e segura para ambientes que necessitem de um vidro que proteja e não prejudique a integração interior / exterior.
- Vidro para Controle Solar. É refletivo e adquire esta propriedade após a deposição de material metálico em sua superfície, formando uma fina camada, responsável pelo incremento nas suas propriedades térmicas e ópticas.

FUNCIONAMENTO. Cerca de 70% das encomendas de uma vidraçaria são feitas através de telefone. A rotina recomendada é a seguinte: ao receber o chamado, o dono da loja ou um vendedor vai até o cliente, tira as medidas e faz o desenho conforme o serviço solicitado.
É aí que entra a importância de contar com um profissional bem preparado na hora de tirar as medidas, já que se os desenhos não forem precisos a vidraçaria terá de assumir o prejuízo. Quando o vidro a ser instalado for do tipo comum, o corte e os furos necessários serão feitos na própria vidraçaria, que normalmente mantém um pequeno estoque de material. Já o vidro blindado requer um processo mais demorado, pois os cortes e furos são feitos antes da blindagem da peça.

ALTERNATIVA. A parceria entre vidreiros é o caminho apontado para que pequenas empresas com interesses recíprocos possam formar blocos, juntando o que cada um tem de melhor; racionalizando gastos e investimentos, ocupando plenamente equipamentos, espaços de mercado. Mesmo composto por um universo muito vasto, com necessidades e teorias diferentes, essa categoria pode estabelecer parcerias entre si. Um exemplo dessa possibilidade é o preenchimento da capacidade produtiva ociosa do concorrente, ao invés de fazer novos investimentos e gerar mais ociosidade.

DIVULGAÇÃO. O anúncios em jornais de bairro e em listas telefônicas classificadas, que, segundo afirmam em coro os empresários do setor, são a melhor ferramenta de divulgação nesse ramo.

CASOS DE SUCESSO.
- VIDRAÇARIA TRANSPARÊNCIA. Outra vantagem de ser representante de uma fábrica é não precisar se preocupar com estoques. Foi esse um dos motivos que levaram a advogada Cláudia Boccardo Lins, 36 anos, a abrir na Zona Oeste paulistana a Vidraria Transparência, em 1990, como representante Blindex. Não entendia nada de vidros. Passei por cursos na fábrica e o restante aprendi na prática, com meus funcionários , conta ela. Hoje, com três empregados, Cláudia fatura R$ 40 mil mensais, 170% acima de sua receita na época em que abriu o ponto. A expansão conseguida pela Transparência não é exceção, confirmam os empresários Eliene e Álvaro Moreira, da carioca Cristalflex, que registram o mesmo ritmo de evolução. Não falta potencial , garante Moreira. É claro que o principiante, para ser bem-sucedido, precisa fazer uma sondagem prévia na região onde planeja se instalar, manter um bom padrão de atendimento e estar atento às novidades, seja em materiais ou em tecnologia.

- VIDRAÇARIA CASA VERDE. Instalada na Zona Norte paulistana desde 1990, a Casa Verde começou utilizando apenas vidros comuns e, hoje, os temperados e laminados já representam 70% de seu faturamento. O que estimulou o ex-gerente de banco Oberlan Meneses a montar a Casa Verde foi o baixo investimento necessário. Ele gastou cerca de R$ 20 mil somente para abrir as portas e, no início, fez o que é recomendável a todo principiante: contratou um bom vidraceiro e deu a partida no negócio. Dos serviços mais simples com vidro comum, Meneses passou para a instalação também dos temperados. Para isso, buscou outro profissional especializado, e foi à caça de fornecedores. O mesmo aconteceu quando notou a demanda pelos laminados; Cristalflex, localizada no Rio de Janeiro.

Legislação Específica

Torna-se necessário tomar algumas providências, para a abertura do empreendimento, tais como:
- Registro na Junta Comercial;
- Registro na Secretária da Receita Federal;
- Registro na Secretária da Fazenda;
- Registro na Prefeitura do Município;
- Registro no INSS;(Somente quando não tem o CNPJ – Pessoa autônoma – Receita Federal)
- Registro no Sindicato Patronal;

O novo empresário deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar seu empreendimento para obter informações quanto às instalações físicas da empresa (com relação a localização),e também o Alvará de Funcionamento.
Além disso, deve consultar o PROCON para adequar seus produtos às especificações do Código de Defesa do Consumidor (LEI Nº 8.078 DE 11.09.1990).
Entidades
ANDIV – Associação Nacional de Distribuição de Vidros e Cristais Planos.
Rua Cardoso de Almeida, 2119 – Perdizes – São Paulo – (SP)
01251-001
Tel. (11) 3873 9908

ABIVIDRO – Associação Técnica Brasileira das Indústrias Automáticas de Vidro
Rua Gen Jardim, 482 – 16º And - Vl Buarque – São Paulo – (SP)
01223-010
Tel. (11) 255 3033

ABNT- Associação Brasileira de Normas Técnicas – Regional Leste RJ/ES/BA
Av. Treze de Maio, 13 - 28º andar - Rio de Janeiro – (RJ)
20003-900
Tel. (21) 2210 3122

Fornecedores
Indústria e Comércio Vidrotec
Av do Estado, 1397 – São Paulo – (SP)
03105000
Tel. (11) 228 7655

Abrasipa Abrasivos Paulistas Ltda
Rua Camilo, 173 - Vl Romana – São Paulo – (SP)
05045-020
Tel. (11) 3672 1844
Endereços na Internet:

Site da ANDIV
http://www.andiv.com.br

Site da ABIVIDRO
http://www.abividro.org.br/default.asp

Site da ABNT
http://www.abnt.org.br/
BIBLIOGRAFIA
- Pesquisas Tips - Sebrae - Pequenas Empresas, Grandes Negócios - IPT - Tudo (Folha de S.Paulo) - Negócios (O Estado de S. Paulo) - Empreendedor - Exame SP - Exame - Tudo - Estado de Minas - Marketeer - Google - Wikipédia - Ministério do Trabalho e Desenvolvimento
Esse arquivo foi gentilmente enviado por usuários do Emprega Brasil. Caso tenha arquivos que contribuam com a empregabilidade ou rentabilidade, nos envie através do e-mail: arquivos@empregabrasil.org.br

Emprega Brasil | © 2013 Todos direitos reservados. Brasil