LOJA DE BIJUTERIAS

Introdução FICHA TÉCNICA
Setor: Comércio
Tipo de Negócio: Comércio de bijuterias e acessórios.
Investimento inicial: Varia em torno de R$ 17 mil

HISTÓRICO. Elas já foram sinônimo de enfeites alternativos usados pelos amantes do estilo hippie e até antônimo de elegância, por serem feitas de materiais pouco nobres, como latão, plástico, resina e madeira, ou pouco ortodoxos, como sementes. Mas, nos últimos anos, colares, pulseiras, brincos e anéis, entre outros adereços, ganharam desenhos criativos, conquistaram status de acessórios de moda e passaram a ser utilizados também por pessoas chiques e de boa renda.

MERCADO. O mercado formal brasileiro de bijuterias e folheados movimenta, atualmente, cerca de R$ 230 milhões por ano, divididos igualmente entre os segmentos de bijuterias montadas e de artigos folheados, segundo estimativas do Sindicato do Comércio Varejista de Jóias, Bijuterias, Gemas, Pedras Semi-preciosas, Presentes, Adornos e Relógios de São Paulo (SINDICOM/SP).
Esse mercado deve ser ainda maior devido ao comércio informal, praticado geralmente por donas-de-casa que vendem artigos para complementar renda , comenta Vera Masi. De acordo com o Sindicom, estima-se que o Estado de São Paulo tenha 600 empresas operando no varejo de bijuterias e folheados, que empresa algo torno de 50 mil pessoas.

INVESTIMENTO. Gira em torno de R$16 mil a R$ 17 mil, estando englobado neste valor o investimento fixo (estrutura física da loja: reforma, móveis, vitrines, balcões e decoração; uma linha telefônica) e o capital de giro (estoque inicial, custos fixos e mão-de-obra).
Desta forma alguns empresários deixam de ser ambulantes e se fixaram num ponto comercial.

LOCALIZAÇÃO. Lojas de bijuterias devem ser implantadas em locais de grande movimentação de pessoas, como galerias, shopping centers ou ruas com bastante fluxo de pedestres. O interessado no segmento deve estar consciente de que cada tipo de ponto atrairá consumidores de perfis diferentes, com demanda por artigos igualmente diferentes. Em um shopping, por exemplo, é aconselhável ter peças mais sofisticadas do que numa loja de rua. Imprescindível também é a valorização do visual das peças e a recomendação dos varejistas mais experientes no ramo é montar lojas que mais parecem joalherias.

INSTALAÇÕES. A rigor, é possível iniciar o negócio numa área de apenas 10 m2. Os artigos precisam ser expostos em balcões e vitrines bonitas e transparentes e em ambientes bem iluminados, mas não é aconselhável o uso de luz branca fria, que pode prejudicar o brilho das peças. Todo esse esmero na decoração não encarece o negócio, pode-se iniciar com módulos de vidro, que são bem mais baratos, mas é necessário ser meticuloso na apresentação das mercadorias.

PÚBLICO. Antes de mais nada é necessário conhecer o público vizinho da loja, saber a faixa etária predominante na região e anunciar em jornais de bairro com mensagens dirigidas a um consumidor prédefinido. Acertar no alvo logo de cara, no entanto, não é fácil. Misturar mercadorias de estilos diferentes é um erro, já que elas devem atender ao perfil e às solicitações do público.

APRESENTAÇÃO DA MERCADORIA. Independentemente da classe social do cliente e do quanto ele está disposto a gastar, não deve haver perda de tempo na escolha das peças. Para isso, é preciso dispor os artigos divididos em famílias , de acordo com os estilos e materiais; outras combinações também podem ser sugeridas pelo próprio dono ou vendedor. Falar a língua do cliente e dar explicações técnicas sobre os materiais usados nas bijuterias são instrumentos de vendas tão decisivos quanto ter à mão espelhos como os utilizados em óticas, para os fregueses verem como ficam com as peças.

PRODUTOS. Mix de produtos afinado com o gosto dos clientes é essencial nesse ramo. A ordem é facilitar a escolha das mercadorias pelos clientes, que não devem deparar com um mix confuso de artigos. Nada de misturar muitos tipos de produtos, nem querer atender ao mesmo tempo adultos e crianças.

FORNECEDORES. Saber comprar bem costuma ser a principal dificuldade enfrentada por quem planeja entrar no ramo. Uma alternativa fácil e barata para contornar tal obstáculo é participar das feiras dedicadas ao segmento, onde cerca de 150 expositores (fabricantes e atacadistas) de todo o Brasil levam seus lançamentos em grande quantidade para pronta entrega. Muitos lojistas se abastecem apenas nesses encontros. A única desvantagem dos eventos é que o intervalo entre as compras gira em torno de dois meses, quando o ideal é comprar semanal ou quinzenalmente, para não correr o risco de ficar com mercadorias encalhadas e poder oferecer produtos conforme modismos sugeridos, por exemplo, em cenas de novelas uma alavanca de vendas que não se pode ignorar nesse segmento.

PROPAGANDA. Uma boa sugestão é anunciar em revistas de moda. Para cativar clientes, a dona da Lazuli aconselha a cadastrá-los e enviar-lhes periodicamente malas-diretas com as novidades, de acordo com o perfil de cada um. Trata-se de um método eficaz de divulgação que não exige grandes investimentos. Outra boa alternativa para mostrar os produtos ao mercado sem gastar muito é emprestar as peças para produções de reportagens em revistas de moda o nome da loja e, às vezes, seu número de telefone, aparecem ao lado das fotos e serão vistos por muitas pessoas.
Legislação Específica

Torna-se necessário tomar algumas providências, para a abertura do empreendimento, tais como:
- Registro na Junta Comercial;
- Registro na Secretária da Fazenda;
- Registro na Prefeitura do Município;
- Registro no INSS;
- Registro no Sindicato Patronal;
O novo empreendedor deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar sua Loja de Bijuterias para obter informações quanto às instalações físicas da empresa (com relação a localização),e também o Alvará de Funcionamento.
Além disso, deve consultar o PROCON para adequar seus produtos às especificações do Código de Defesa do Consumidor (LEI Nº 8.078 DE 11.09.1990).
Entidades

ENTIDADES
. IBGM - Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos
SCN, Centro Empresarial Encol, Bl A, Sl 1107 - Brasília - (DF)
CEP 70710-500
tel. (0xx61) 3263926

. SNCAPP – Sindicato Nacional do Comércio Atacadista de Pedras Preciosas
Av. Graça Aranha, 19 - GR404 - 4º andar - Rio de Janeiro – (RJ)
CEP 20030-002
Tel. (0xx21) 220 8004 / 240 5520

. AJORIO - Associação dos Joalheiros e Relojoeiros do Estado do Rio de Janeiro
Av. Graça Aranha, 19 - Grupo 404 – Centro, Rio de Janeiro - RJ
CEP 20030-002
Telfax: (0xx21) 2220 8004 / 2510 3944
ajorio@ajorio.com.br

. Sistema Integrado AJESP / SINDIJÓIAS / SINDICOM
R. Teixeira da Silva, 433, SP – Brasil
CEP 04002-031
Tel: (0xx11) 3284-1061 Fax: (0xx11) 3285-5890

FORNECEDORES
. ESTAMPARIA OURO NEGRO LTDA.
Caixa Postal: 331 – Alphaville – (SP)
CEP 06453-970
Tel. (0xx11) 4191 9101

. FINA FINA DISTRIBUIDOR
Rua Visconde de Pirajá, 550 - sala 1312 - Ipanema - Rio de Janeiro – (RJ)
Tel. (0xx21) 274 5694 / 259 1877

. METALLY BIJOUX DISTRIBUIDOR
Rua Visconde de Pirajá, 550 - Sl 1403 - Ipanema - Rio de Janeiro – (RJ)
Tel. (0xx21) 294 2479 / 235 2938

. O. A. FOLHEADOS A OURO DISTRIBUIDOR
Rua XV de Novembro, 266 - 2o andar - Conj. 25 - Curitiba - Paraná – (PR)
CEP 80020-310
Tel. (0xx41) 323 1021

. RENARA IND. E COM. DE PRESENTES LTDA
Estrada dos Bandeirantes, 6370 - Jacarepaguá - Rio de janeiro – (RJ)
CEP 22780-082
Tel. (0xx21) 441 5653

. ANNA ALBRECHT BIJOUTERIAS
Rua Picui, 42 - Santa Paula – São Caetano do Sul – (SP)
Tel. (0xx11) 4228 1847

. BABILAK ARTESANATO DE COURO E METAL LTDA
Av. Visconde de Pirajá 98 - Fundos – Ipanema - Rio de Janeiro – (RJ)
CEP 22411-001
Tel. (0xx21) 287 4079 / 513 9083

. CRIATIVA JÓIAS
Av. Castelo Branco, 2710 - Juazeiro do Norte – (CE)
Tel. (0xx88) 572 1962
Endereços na Internet:

Site Informativo
http://www.ajesp.com.br/index.html

Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos
http://www.ibgm.com.br/

Site Informativo
http://www.bijoias.com.br/home.htm
BIBLIOGRAFIA
- Pesquisas Tips - Sebrae - Pequenas Empresas, Grandes Negócios - IPT - Tudo (Folha de S.Paulo) - Negócios (O Estado de S. Paulo) - Empreendedor - Exame SP - Exame - Tudo - Estado de Minas - Marketeer - Google - Wikipédia - Ministério do Trabalho e Desenvolvimento
Esse arquivo foi gentilmente enviado por usuários do Emprega Brasil. Caso tenha arquivos que contribuam com a empregabilidade ou rentabilidade, nos envie através do e-mail: arquivos@empregabrasil.org.br

Emprega Brasil | © 2013 Todos direitos reservados. Brasil